segunda-feira, 22 de abril de 2013

Marcha da Moradia “De Teto e Chão Não Abrimos Mão”




Foram mais de três mil pessoas na marcha em direção a prefeitura de São Paulo. Os movimentos em marcha saíram de diversos pontos da cidade, o Movimento de Defesa do Favelado,  saiu de São Mateus passou por Sapopemba e Vila Prudente, diversas lideranças das favelas participaram.
Com documento de reivindicações o movimento foi recebido pelo prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad que subiu no caminhão de som para uma saudação às lideranças e demais integrantes dos movimentos, que compõem a UMM-SP.  Foram feitos encaminhamentos de reuniões de trabalho para que a promessa de construção de 55 mil casas feita, pelo então candidato Haddad, seja cumprida.
O movimento após 100 dias de Governo sai às ruas para mostrar sua independência e que vai cobrar, de forma permanente, que os pobres da cidade tenham vez e voz na definição dos rumos da politica de desenvolvimento urbano de São Paulo.
O MDF quer garantir a continuidade do programa de regularização fundiária e a participação dos moradores nos próximos projetos de urbanização. Além da garantia das ZEIS ( Zonas Especiais de Interesse Social) no plano Diretor e no Conselho Municipal de Habitação e Meio Ambiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário