terça-feira, 30 de julho de 2013

Famílias cobram promessas da Prefeitura

As 633 famílias que desocuparam a Escola Clóvis Graciano, fizeram uma manifestação na porta da Subprefeitura Casa Verde, na quinta-feira dia 25. O objetivo era cobrar  promessas feitas pela prefeitura.
 As famílias desocuparam a escola no dia 10 de março depois do  cadastramento e  com  uma parcela de 900 reais para alugar um imóvel. Na ocasião elas tiveram a promessa de que teriam um acompanhamento para ver quais precisariam continuar recebendo o bolsa aluguel até a moradia definitiva. Esse acompanhamento não ocorreu e muitas famílias já estão ameaçadas de despejo.

Depois da pressão as famílias conseguiram a promessa de que os portadores de deficiência serão incluídos, mas a luta continua para que aquelas que estão ameaçadas de despejo também sejam atendidas pelo parceria social, que garante R$ 300 reais por mês para ajudar a pagar o aluguel.

sábado, 27 de julho de 2013

As questões de gênero em pauta no 5º Congresso da CMP

Educadoras do Programa Urbano participaram do 5º Congresso da Central de Movimentos Populares. Ao final do encontro ocorrerá a eleição da direção estadual da CMP e dos membros da Nacional. Também será aprovado um documento sobre cinco eixos : Políticas públicas, participação popular, história da CMP, economia solidária nos movimentos populares e gênero raça e etnia.
O 5º Congresso da Central de Movimentos Populares está ocorrendo neste final de semana em São Bernardo do Campo. CENFORPE - Centro de Formação de Professores. Rua Dom Jaime de Barros Câmara, 201 – Bairro Planalto (Km 21 da Rodovia Anchieta – sentido São Paulo-Santos) -  São Bernardo do Campo/SP.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

O acompanhamento das famílias pobres no Centro de São Paulo

O antigo Hotel Lord, inaugurado há 55 anos, em 1958, na Rua das Palmeiras com a Rua Helvétia, ficou abandonado por quase 8 anos. Desde o dia 29 de Outubro de 2012 foi ocupado por famílias Sem-Teto.
Além dos 170 apartamentos foram construídas mais 90 habitações com divisórias, nos espaços dos salões de festas e recepção. Atualmente 370 famílias estão abrigadas com suas 189 crianças.
A Educadora do Programa Urbano, Maria do Planalto acompanha e orienta as famílias. Atualmente 23 jovens da Ocupação estão matriculados em faculdades. Os idosos na alfabetização de adultos e as crianças nas creches e escolas da região. No prédio as crianças também contam com atividades de teatro, capoeira e Hip Hop.  


As atividades de Hip Hop são coordenadas por Vivian Marques. O objetivo, mais do que ocupá-las com arte, música e cultura, é agregar conhecimento, para que elas possam levar para suas vidas, plantando uma semente que certamente vai semear e trazer novas visões e novos frutos. 

terça-feira, 23 de julho de 2013

Jovens da JMC conheceram a realidade da luta por moradia em São Paulo

As educadoras do Programa Urbano receberam nove jovens que vieram para a Jornada Mundial da Juventude, oito são da Inglaterra e um do País de Gales.  São líderes nas comunidades católicas em seus países e voluntários nos trabalhos desenvolvidos por Cafod. Antes de seguirem para o Rio de Janeiro, para o encontro com o papa Francisco, eles tiveram a oportunidade de conhecer a realidade da luta por moradia na cidade de São Paulo.
No sábado, 13 de julho, eles se dividiram em três grupos para visitar as famílias que estão morando nas ocupações dos antigos hotéis: Colúmbia Palace (Av. São João 588), Cambridge(Av. 9 de Julho, 216) e Lord Hotel (esquina da Rua das Palmeiras com rua Helvetia). Todos no centro da Capital Paulista. Finalizaram o dia de visitas na Ocupação Mauá.


Na segunda-feira, 15/07, depois de conhecerem o Estádio do Corinthians, foram para o Conjunto de Prédios Iguape, em Itaquera onde puderam conversar com Dona Fátima.  Eles também conheceram a favela do Linhão da Eletropaulo, onde dona Fátima morou antes de conseguir uma moradia digna.  O almoço foi na casa da dona Azinete, que também conquistou a moradia no Iguape.  Encerraram a segunda-feira com uma reunião na sede da Apoio  com as educadoras do projeto: “Promovendo uma cidade inclusiva e sustentável: redução da vulnerabilidade social, ambiental e climática das comunidades de baixa renda em São Paulo, parceria entre MDF (Movimento de Defesa do Favelado e a APOIO (Associação de Auxílio Mútuo), que é financiado pela União Europeia, e também conta com o apoio de CAFOD, a Agência Católica para o Desenvolvimento Internacional, sediada no Reino Unido. 

sábado, 20 de julho de 2013

Cidade Inclusiva: pequenas reformas, grandes mudanças

Este vídeo produzido pela TVT,  exibido no "Seu Jornal" do dia 16 de julho de 2013,  mostra parte do projeto “Promovendo uma cidade inclusiva e sustentável: redução da vulnerabilidade social, ambiental e climática das comunidades de baixa renda em São Paulo, parceria entre MDF (Movimento de Defesa do Favelado e a APOIO (Associação de Auxílio Mútuo), que é financiado pela União Europeia, e também conta com o apoio de CAFOD, a Agência Católica para o Desenvolvimento Internacional, sediada no Reino Unido.
A reportagem  da emissora educativa da Fundação Sociedade, Comunicação, Cultura e Trabalho do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, registra o trabalho dos educadores do Programa Urbano, na Favela 5 de Julho, na Zona Leste da Capital Paulista. O trabalho que vinha sendo desenvolvido há mais de 30 anos ganhou novo fôlego, as vielas estão sendo pavimentadas, o córrego Cangueira está sendo canalizado, algumas casas foram reformadas, e as famílias que estavam em maior risco serão transferidas para suas moradias definitivas, em prédio que serão entregues em agosto. Algumas já estão nos prédios construídos na Favela 2 de Maio.
Para assistir à programação da TVT acesse: Canal 46 UHF. Na internet: http://www.tvt.org.br/,e pela TV Web do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (http://www.smabc.org.br/). Ou em 27 canais comunitários (a cabo) da Grande São Paulo e 240 pontos de abrangência da Rede NGT em todo o Brasil.


Assista ao vídeo clicando aqui


segunda-feira, 8 de julho de 2013

"Pré-poluídos": Bebês nascem intoxicados por substâncias proibidas


 baby.jpg
Cerca de 137 substâncias tóxicas foram encontradas no sangue do cordão umbilical de recém-nascidos
Foto: andre_anna 


Imagine você que, antes de nascer, os bebês podem apresentar em sua corrente sanguínea cerca de 137 substâncias tóxicas, tais como chumbo e pesticidas - algumas têm a comercialização proibida há anos. O alerta foi feito por um grupo de pesquisadores da Defesa do Meio Ambiente, do Canadá, que testou o sangue do cordão umbilical de três bebês recém-nascidos.
Segundo Maggie MacDonald, uma das participantes do estudo, o índice é preocupante, já que as substâncias encontradas nos bebês resistem ao tempo e se mantém no meio ambiente e no corpo humano por tempo indeterminado. Além disso, elas também são cancerígenas, podem causar problemas no desenvolvimento e na fertilidade do indivíduo.
As substâncias encontradas nos bebês resistem ao tempo e se mantém no meio ambiente e no corpo humano por tempo indeterminado 
O estudo, intitulado Pré-poluído: Um Relatório sobre substâncias tóxicas no sangue do cordão umbilical de recém-nascidos no Canadá , sugere que os bebês são expostos a essas substâncias ainda no útero da mãe devido ao consumo de alguns produtos e ao contato com o meio ambiente já contaminado. 
"Nós queremos dizer as mães que não é culpa delas o fato de que seus bebês estão sendo poluídos com esses produtos químicos tóxicos", afirmou Maggie ao CTV News Channel . Mas a pesquisadora salienta que os consumidores podem tomar atitudes mais saudáveis, sobretudo, quando o assunto for a aquisição de mercadorias de uso constante, como panelas antiaderentes, repelentes, e produtos de limpeza.
Agora, alguns pesquisadores que integraram o relatório e cientistas da Universidade de Montreal estão analisando as substâncias químicas presentes no sangue de duas mil mães e bebês canadenses, com o objetivo de avaliar as consequências das toxinas para o desenvolvimento infantil e o crescimento dos indivíduos. Os resultados desta pesquisa devem ser divulgados em 2014.
O conteúdo do EcoDesenvolvimento.org está sob Licença Creative Commons. Para o uso dessas informações é preciso citar a fonte e o link ativo do Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2013/julho/pre-poluidos-bebes-nascem-intoxicados-com?tag=vida-e-saude#ixzz2YSf8bvtk  
Condições de uso do conteúdo 
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives 

http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2013/julho/pre-poluidos-bebes-nascem-intoxicados-com?tag=vida-e-saude