terça-feira, 23 de julho de 2013

Jovens da JMC conheceram a realidade da luta por moradia em São Paulo

As educadoras do Programa Urbano receberam nove jovens que vieram para a Jornada Mundial da Juventude, oito são da Inglaterra e um do País de Gales.  São líderes nas comunidades católicas em seus países e voluntários nos trabalhos desenvolvidos por Cafod. Antes de seguirem para o Rio de Janeiro, para o encontro com o papa Francisco, eles tiveram a oportunidade de conhecer a realidade da luta por moradia na cidade de São Paulo.
No sábado, 13 de julho, eles se dividiram em três grupos para visitar as famílias que estão morando nas ocupações dos antigos hotéis: Colúmbia Palace (Av. São João 588), Cambridge(Av. 9 de Julho, 216) e Lord Hotel (esquina da Rua das Palmeiras com rua Helvetia). Todos no centro da Capital Paulista. Finalizaram o dia de visitas na Ocupação Mauá.


Na segunda-feira, 15/07, depois de conhecerem o Estádio do Corinthians, foram para o Conjunto de Prédios Iguape, em Itaquera onde puderam conversar com Dona Fátima.  Eles também conheceram a favela do Linhão da Eletropaulo, onde dona Fátima morou antes de conseguir uma moradia digna.  O almoço foi na casa da dona Azinete, que também conquistou a moradia no Iguape.  Encerraram a segunda-feira com uma reunião na sede da Apoio  com as educadoras do projeto: “Promovendo uma cidade inclusiva e sustentável: redução da vulnerabilidade social, ambiental e climática das comunidades de baixa renda em São Paulo, parceria entre MDF (Movimento de Defesa do Favelado e a APOIO (Associação de Auxílio Mútuo), que é financiado pela União Europeia, e também conta com o apoio de CAFOD, a Agência Católica para o Desenvolvimento Internacional, sediada no Reino Unido. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário