domingo, 8 de março de 2015

EM DEFESA DA DEMOCRACIA, ÁGUA, REFORMA URBANA E IGUALDADE DE DIREITOS PARA AS MULHERES

Cerca de cinco mil mulheres tomaram a Avenida Paulista neste domingo, 8 de março, na Cidade de São Paulo. O ato do Dia Internacional da Mulher, foi seguido de uma caminhada que terminou na Praça Roosevelt.  Lideranças e educadoras do Programa Urbano, mais uma vez, participaram com bandeiras das ações do Projeto “Promovendo uma cidade inclusiva e sustentável” co-financiado pela União Européia.

Com faixas e cartazes nas mãos as mulheres marcharam em defesa da água, do respeito à democracia, reforma urbana, do combate a todos os tipos de violência contra as mulheres.

Este ano, em virtude dos graves problemas enfrentados na cidade, devido à estiagem prolongada e a falta de políticas públicas do governo estadual, a água foi incluída na pauta de reivindicações, porque  a falta d’água prejudica a vida das famílias, o funcionamento de creches, escolas, postos de saúde, e pode também gerar desemprego.

O ato organizado por representantes de grupos ligados à luta em defesa dos direitos da mulher, da moradia e sindicalistas,  também lançou a 4ª Ação Internacional da Marcha Mundial das Mulheres, cujo tema é: “Seguiremos em marcha até que todas sejamos livres”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário