quinta-feira, 16 de abril de 2015

PRESSÃO CONTRA A PRECARIZAÇÃO DE DIREITOS E PELO MINHA CASA MINHA VIDA 3


Sindicalistas e representantes de movimentos sociais têm feito muita pressão nas ruas, contra o Projeto de Lei 4330, que permite às empresas ampliar as contratações de trabalhadores terceirizados, para todas as atividades. Nesta quarta-feira 15 de abril, as manifestações contra a terceirização ocorreram em ao menos 48 cidades de 23 Estados, além do Distrito Federal. Educadores do Programa Urbano participaram dos  Protestos que aconteceram na Cidade de São Paulo. 

A pressão das ruas fez com que a Câmara adiasse para a próxima semana a votação do projeto de lei que flexibiliza as leis trabalhistas e precariza salários e direitos adquiridos pelos trabalhadores.


Na Avenida Paulista, ocorreram manifestações em frente à sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, no MASP e em frente à Caixa Econômica Federal.
Manifestantes ligados ao movimento de moradia além de protestar contra o projeto de terceirização, montaram acampamento na porta da Caixa, e lá permanecerão enquanto um grupo que seguiu para Brasília não conseguir resposta para a  agilização do programa Minha Casa Minha Vida 3.